O PPGECB tem o compromisso de realizar avaliações anuais que incluem a análise de critérios de desempenho de docente, discente, da qualidade e adequação de disciplinas, da inserção social do programa e do estabelecimento de metas que apontem para um melhoramento da qualidade do programa. Em cada reunião anual são produzidos relatórios que são enviados a todos os membros do programa, à administração da universidade, parceiros e, a cada quadriênio, para a CAPES.
Podemos destacar as principais metas e resultados que o programa quer atingir nos próximos anos:

  • Aumentar esforços para envolver os docentes em mais atividades de orientação na graduação: estudantes de IC voluntários ou bolsistas;

  • Alocar parte maior dos recursos PROAP para trazer professores e avaliadores externos para colaborar com o programa;

  • Fortalecer os projetos de pesquisa institucionais (PELD, REFLORA, SISBIOTA) com envolvimento de mais discentes e pós-doutorandos;

  • Conseguir a participação de 100% dos docentes ministrando disciplinas no programa durante o quadriênio;

  • Elaborar uma estratégia para alcançar a meta de ter pelo menos 20% da produção do programa incluindo discentes de graduação e pós-graduação;

  • Procurar manter prazos de defesa abaixo da mediana da área;

  • Manter política rígida de metas de qualidade e quantidade da produção intelectual do programa;

  • Definição e divulgação de critérios objetivos de credenciamento descredenciamento e recredenciamento dos docentes do programa;

  • Ampliar as parcerias com ONGs, empresas e agências governamentais para formação de profissionais atuando em conservação;

  • Investir na internacionalização do programa, atraindo pesquisadores estrangeiros como estudantes e colaboradores externos, fomentando a participação de docentes em editoria de periódicos internacionais, enviando estudantes para o exterior e estabelecendo parcerias com instituições estrangeiras.

Relatórios da Reuniões Anuais de Planejamento do PPGECB